O que fazer perante o escândalo do vazamento de dados do Facebook?

O que fazer perante o escândalo do vazamento de dados do Facebook

Vulnerabilidade de informações chegam a envolver 120 milhões de usuários da rede social

Após o escândalo do vazamento de dados do Facebook para a Cambridge Analytica ter sido revelado em abril deste ano, foram levantadas dúvidas a respeito da rede social. Mark Zuckerberg se pronunciou com o reconhecimento de que sua empresa havia, realmente, cometido “erros”.

Alguns meses depois, em junho, foram descobertos acordos entre o Facebook e outras empresas de tecnologia, como Apple, Amazon, BlackBerry, Microsoft e Samsung. Funcionários do Facebook teriam revelado ao The New York Times que o acordo com as gigantes envolvia o compartilhamento de dados dos usuários da plataforma, incluindo informações a respeito de seus amigos em toda a última década.

Cada país protege os seus

Desta forma, representantes de vários países do mundo investigaram o vazamento de dados a respeito de usuários nativos. O Ministério Público do Distrito Federal abriu um inquérito que apurou não haver banco de dados de brasileiros na Cambridge Analytica.

Contudo, após um mês do início dos escândalos, a agência de direitos de informações do Reino Unido resolveu multar o Facebook de forma simbólica por ter infringido a Lei Britânica de Dados ao não proteger as informações das pessoas, além da falta de transparência sobre como os dados foram coletados por outras pessoas em sua plataforma.

Acha mesmo que não tem chance de você ter sido atingido?

De acordo com o portal de notícias online sobre tecnologia, The Verge, foi estimado em 120 milhões de usuários do Facebook que tiveram suas informações vulneráveis por uso do popular aplicativo de entretenimento (conhecido pelos por testes na rede), NameTests. A empresa responsável pelo app, Social Sweethearts, afirmou não ter exposto os dados a terceiros. E o Facebook declarou já ter resolvido a questão da vulnerabilidade que havia. Mas… Será?

Como o Facebook está revertendo o escândalo…

A empresa de Zuckerberg acaba de criar uma comissão de pesquisadores para investigar as consequências sociais e políticas do deste tipo de exploração de dados. A parceria entre a área acadêmica e a industrial verifica ainda os problemas relacionados à quantidade de dados fornecidos às redes sociais.

Mas fica a questão:

Até que ponto confiar na transparência e proteção dos nossos dados na rede?

Como proteger seus dados no Facebook

Publicada ainda neste ano na categoria de Tecnologia do portal da Globo G1, a matéria Quer impedir a coleta dos seus dados no Facebook? Faça esses ajustes traz um passo-a-passo de como modificar as configurações do seu perfil no Facebook para alterar o acesso por aplicativos aos seus dados e todas as permissões de privacidade.

Apesar de o Facebook sempre ter acessos a tudo o que você colocar em sua rede social, você limita a quais aplicativos e recursos irá fornecer espontaneamente seus dados.

Outra matéria relacionada que traz importantes dicas a respeito de como evitar compartilhamento de seus dados pessoais com o Facebook é do Tecnoblog, que ensina como limitar aplicativos, permissões e desativar algumas configurações para o Facebook saber menos sobre você. Leia a matéria aqui!

Somos um grupo da Asap10 muito engajado em trazer para este portal informações especializadas sobre ferramentas digitais. Para isso, oferecemos gratuitamente conteúdo de qualidade relacionado ao mercado de marketing e negócio digital. Nosso principal esforço está em disponibilizar links e descrições sobre aplicações digitais. Tudo porque queremos facilitar ao máximo o gerenciamento dos seus negócios, suas contas e arquivos pessoais online

Perdi minha senha

Entrar

Share This
15585

Quer conhecer novas ferramentas ?

Nós inserimos ferramentas no site semanalmente!

15856

Inscreva-se aqui para receber a lista de ferramentas da semana. Você também vai receber dicas para melhorar a  performance do seu negócio on-line.