10 dicas para criar conteúdo em vídeo

10 dicas para criar conteúdo em vídeo

10 dicas para criar conteúdo em vídeo

Artigo Parceiro: escrito por Filipe Salles do site App Tuts

Começar a criar conteúdo em vídeo é essencial, mas muitas vezes é bastante difícil, especialmente para os mais tímidos. Mesmo que trabalhe sobre a timidez e adquira coragem para começar a gravar, uma pergunta coloca uma pedra no meio do caminho: “que tipo de conteúdo posso fazer?”

A resposta, algumas vezes, também é bem difícil, principalmente se levarmos em consideração que quase todo tipo de ideia já foi abordada por algum produtor de vídeo. Contudo, não é obrigatório – nem recomendado -, que você espere ter uma ideia revolucionária para criar o seu vídeo. Praticar com formatos que já existem é o ideal para começar seu próprio canal. Para te ajudar no planejamento do conteúdo em vídeo, trazemos 10 dicas para que você comece já a gravar os seus primeiros.

1. Crie vídeos para seu público existente

Essa dica é especialmente valiosa para quem já produz conteúdo, como blogs ou podcasts. A primeira dica para criar conteúdo em vídeo é através do seu próprio público estabelecido. Quais tipos de conteúdo que já publicou mais geraram engajamento? Quais artigos ou edições do podcast mais atraíram visualizações?

Ao responder a essas perguntas, você já terá uma noção de quais tipos de vídeos pode criar para alcançar seu público e fidelizá-lo também nesse tipo de mídia. Ou seja, sua pesquisa por novos conteúdos em vídeo começa pelo seu próprio site.

2. Explique seu produto

Se já possui um produto à venda na internet e está começando a criar vídeo para melhorar sua divulgação, você também já tem um ponto de partida. Sua primeira série de vídeos pode ser com tutoriais, explicando para que seu produto serve e como utilizá-lo.

Esse tipo de conteúdo é obrigatório para divulgar seu produto, fazer com que um visitante do seu site entenda como ele funciona e o usuário saiba como utilizá-lo devidamente. Essa dica vale mais ainda caso trabalhe com softwares ou aparelhos eletrônicos voltados para um público com o qual você ainda não tem muita familiaridade.

3. Listas e Top 10

Normalmente associadas ao conteúdo escrito em blogs, as listas e e os “top 10” também são bastante efetivos quando falamos em vídeos. A fórmula aqui é semelhante ao conteúdo escrito: escolha 10 indicações, no caso da lista, ou elabore um ranking para o top 10. Exemplos: “6 macetes para recuperar sua conexão Wi-Fi no Android” ou “Top 10 filmes da Marvel”.

4. Crie vídeos curtos

A não ser que o tipo de conteúdo exija que se faça vídeos longos, evite criar material que exceda 15 minutos de duração. O ideal é que crie vídeos que estejam na faixa de 10 a 15 minutos. Dessa maneira, pode disponibilizar um conteúdo que estimule o engajamento sem ser demasiado raso, mas diminuindo as chances de que alguém abandone seu vídeo antes de terminá-lo.

5. Entrevistas

Conhece algum influenciador digital dentro de sua área de negócios ou qualquer outro tipo de personalidade – como o CEO de alguma empresa parceira? Então convide-os a participar de um vídeo do seu canal. Pode criar uma sessão de perguntas e respostas, fazer uma entrevista sobre algum lançamento ou até mesmo uma conversa direta entre o convidado e seu público em uma transmissão ao vivo, por exemplo.

6. FAQ

Considerando o caso de já vender um produto na internet, outro tipo de conteúdo complementar aos tutoriais que mencionamos anteriormente são vídeos com as perguntas mais frequentes. O mais comum é que faça o vídeo em formato de lista, como um conteúdo intitulado “10 dúvidas mais frequentes sobre o Ferramentas Inteligentes”.

Dessa maneira, poderá solucionar as dúvidas de um grande número de usuários, ao mesmo tempo que estreita o relacionamento entre sua marca e seu público.

Consideramos esse como um dos melhores tipos de conteúdo em vídeo que se pode criar.

7. Tutoriais

Mesmo que não tenha um produto próprio para ensinar a usar, você pode mostrar aos seus seguidores ou inscritos como utilizar diversos tipos de apps ou produtos de terceiros. Se o seu canal for voltado à dispositivos mobile Android e iOS, pode muito bem criar uma série de vídeos ensinando a usar aplicativos populares como Uber ou Instagram, entre outros.

8. Vlog

O formato de vlog pode ser usado independente se você almejar se tornar um influenciador digital na sua área ou quiser apenas divulgar seu negócio. Você pode aproveitar esse tipo de conteúdo para contar uma história sobre sua carreira, falar sobre um evento ou conferência que participou ou fazer uma demonstração do seu escritório, mostrando como é o dia a dia de sua empresa.

9. Resenhas e Análises

Esses formatos são especialmente feitos para quem trabalha só com conteúdo ou está buscando se tornar um influenciador digital. As resenhas e análises são um tipo de conteúdo que precedem a internet, sendo usados também em mídia escrita ou auditiva. A única coisa necessária é escolher um produto e criar uma análise dele, mostrando como ele funciona e comentando sobre seus pontos fortes e fracos.

Vale notar que, mesmo que não tenha seguidores para conseguir produtos com uma assessoria de imprensa nem mesmo dinheiro para comprar de seu próprio bolso, existe uma série de produtos gratuitos que você pode experimentar e divulgar uma análise em seu canal.

10. Transmissões ao Vivo

O modelo de vídeo que mais vem recebendo atenção e prioridade nos algoritmos das redes sociais são as famosas lives”. Disponíveis no Facebook, YouTube, Instagram e diversas outras mídias, normalmente seus seguidores recebem notificações quando sua página, canal ou perfil entra ao vivo. Esse tipo de conteúdo recebe preferência pela autenticidade, já que “estar ao vivo” significa que não poderá editar o conteúdo antes que o vejam.

Dica: Conheça os 8 melhores aplicativos para fazer lives no Facebook e YouTube!

Caso tenha dúvidas sobre as transmissões ao vivo, algumas das dicas que mostramos ao longo do artigo servirão perfeitamente para atender sua necessidade. Além disso, também pode promover a interação com seus assinantes, pedindo que façam perguntas que deverão ser respondidas imediatamente.

Agora que já conhece 10 dicas para criar conteúdo em vídeo, agora basta abrir seu editor de vídeo favorito, começar a roteirizar seus primeiros vídeos e ligar a câmera para começar a gravar! Não esqueça de comentar aqui o que achou das dicas e se alguma delas foi especialmente útil para fazer seu canal do YouTube deslanchar! =D

Leia também: 15 melhores aplicativos para edição de vídeos no Android e iPhone

Artigo Parceiro: escrito por Filipe Salles do site App Tuts
Somos um grupo da Asap10 muito engajado em trazer para este portal informações especializadas sobre ferramentas digitais. Para isso, oferecemos gratuitamente conteúdo de qualidade relacionado ao mercado de marketing e negócio digital. Nosso principal esforço está em disponibilizar links e descrições sobre aplicações digitais. Tudo porque queremos facilitar ao máximo o gerenciamento dos seus negócios, suas contas e arquivos pessoais online

Perdi minha senha

Entrar

Share This
15585

Quer conhecer novas ferramentas ?

Nós inserimos ferramentas no site semanalmente!

15856

Inscreva-se aqui para receber a lista de ferramentas da semana. Você também vai receber dicas para melhorar a  performance do seu negócio on-line.